Daikin Brasil Brasil

Menu

27.nov.2019 / PARA EMPRESAS

Introdução

Comecemos pelo significado da sigla VRV: “Variable Refrigerant Volume” significa em bom português “Volume de Refrigerante Variável”.

VRV é um nome cuja marca foi registrada pela Daikin na ocasião do desenvolvimento do produto. Assim, os outros produtos do mercado, do mesmo tipo, normalmente são chamados de VRF, que no caso significa “Fluxo de Refrigerante Variável”.

Logo após desenvolver o VRV, cerca de 3 anos depois, a Daikin lançou o sistema inverter, que viria então complementar o sistema VRV, tornando-o um dos sistemas mais versáteis do mundo quando falamos em conforto térmico.

Mas então qual a definição de um sistema VRV?

De acordo com a ASHRAE (2007) – O termo “Variable Refrigerant Flow” refere-se à capacidade de um sistema HVAC de controlar a quantidade de refrigerante que flui para as unidades internas/evaporadores, que podem ser muitas e de diferentes capacidades e configurações, com controle do conforto de forma individualizada, resfriamento e aquecimento simultâneos em diferentes zonas com recuperação de calor de uma zona a outra.

Podemos melhorar dizendo que para ser um VRV é necessário possuir pelo menos 1 compressor inverter e que o dispositivo de expansão tem de ser válvula de expansão eletrônica localizada nas unidades internas. Some-se a isso que para ser um sistema VRV a comunicação de sinal deverá ser feita apenas por 1 cabo e que, para ser um VRV, é necessário que tenha uma tubulação frigorífica única, onde os evaporadores vão sendo conectados através de uma peça chamada de “Refnet Joint”. O número de evaporadores é alto, a flexibilidade idem. A operação de um sistema VRV poderá ser parcial, individual ou total.

E como funciona um sistema VRV?

Imagine uma instalação de VRV composta de uma unidade condensadora e 16 unidades evaporadoras, de vários tipos, que estão atendendo a um conjunto de salas de escritório.

Logo pela manhã, em um dia quente, o primeiro funcionário chega e ajusta o controle remoto da máquina da sua sala em 23º C. Este sinal de temperatura, então, através do cabo de sinal único, vai até a placa de controle microprocessado na unidade condensadora. Pronto, o compressor inverter começa a acelerar para liberar a vazão de fluido refrigerante necessária para aquela solicitação. Ao mesmo tempo, e de forma sincronizada com o compressor, a válvula de expansão eletrônica, localizada no evaporador, abre dando passagem ao fluido refrigerante. Conforme o ar da sala vai retornando para o evaporador cada vez mais frio e próximo da temperatura de “Set Point” desejada, a válvula vai fechando e o compressor inverter desacelerando. Isso é possível porque o superaquecimento é controlado pela válvula no evaporador, existem termistores antes e depois dela que medem o diferencial de temperatura constantemente. Quanto maior o diferencial, ajustado automaticamente em 5º C, mais fluido é liberado. Quanto menor o diferencial, menos fluido, menor a vazão passando pelo evaporador.

A válvula de expansão então tem duas funções:

1) Controlar o superaquecimento (no resfriamento) ou o subresfriamento (no aquecimento), regulando a vazão de fluido, pela maior ou menor abertura.

2) Funciona como válvula solenoide, abre e fecha.

Então chega o 2º funcionário e faz a mesma coisa, liga a sua máquina, porém, em 22º C. Tudo explicado acima ocorre novamente, e continua ocorrendo com a primeira máquina ligada.

A cada 20 segundos todas as informações, os sinais, são reunidos no controle microprocessado que então libera a vazão proporcional, mas agora, suficientes para 2 evaporadoras ao invés de 1.

E é assim que acontece o tempo todo:

Compressor acelera e válvula abre mais ou compressor desacelera e válvula fecha mais, com liberação da vazão proporcional.

Esperamos que estas informações tenham sido úteis.

Até a próxima!

Ar condicionado Sistema VRV

22 respostas para “Sistema VRV: aprenda o que é e como funciona”

  1. Gedvaldo disse:

    Qual limite máximo de evaporadoras pra um Sistema VRF ??

  2. CARLOS PEREIRA disse:

    EXPLICAÇÃO BASTANTE RACIONAL. SEMPRE BOM RELER TEORIAS.

  3. Excelente conteúdo, parabéns!
    A Daikin Ar Condicionado é realmente muito eficiente em seu sistema VRV.
    Somos parceiros comerciais Daikin em Campinas
    http://www.arquiteturatermica.com.br

  4. José Jesus disse:

    Obrigado pela explicação, que é de mestre. A explicação esta simples e concreta. Fico satisfeito.

    Cumprimentos
    José Jesus

  5. Francisco Guimarães disse:

    Tenho uma vrv 3 invert está com erro E2 alguma orientação

    • Daikin disse:

      Prezado Freancisco,

      Obrigado pelo interesse em nosso blog. Sua resposta foi enviada pelo nosso departamento de pós venda por e-mail.

      Att,
      Marketing

  6. OSCAR EUGENIO MARTINS disse:

    BOM DIA! VCS FORNECEM CURSOS PARA PROJETO E MANUTENÇÃO DE SISTEMAS VRV ? E COMO TER ACESSO?
    ME INTERESSEI PELO ASSUNTO.

    AT,

  7. Como consigo fazer um curso intalacao da vrv

    • Daikin disse:

      Prezado Sr. Claudinei,

      Agradecemos o seu contato e interesse pelos treinamentos da Daikin!

      No momento, não temos previsão de quando abriremos as inscrições para os treinamentos presenciais. Porém, estamos acompanhando diariamente o cenário para tomarmos a melhor decisão para retomada de nossas atividades com garantia a segurança dos nossos colaboradores e alunos. Você pode acompanhar as atualizações em nosso site: https://www.daikin.com.br/profissionais/agenda-treinamentos.

      Enquanto não temos os treinamentos presenciais, você pode realizar nossos treinamentos online (gratuitos) disponíveis em nosso site!!! https://www.daikin.com.br/profissionais/treinamentos-online.

      Qualquer dúvida estamos à disposição.

      Atenciosamente,
      Training Center
      Daikin-McQuay Ar Condicionado Ltda.

  8. Mariese disse:

    Em um prédio comercial de 15 andares, com terraço, três níveis de garagem no subsolo, além
    também de estacionamento aberto, o 6º andar é voltado à realização de reuniões e palestras. Pede-se definir e discriminar, em detalhes, o sistema de climatização adequado, considerando o contexto apresentado?

    • Daikin disse:

      Olá Mariese,

      Obrigado pelo seu contato.

      Devido a complexidade do seu projeto, pedimos que envie um e-mail com seus dados para o marketing@daikin.com.br com seus dados de contato (nome, telefone e cidade/estado) para que uma equipe comercial possa atendê-la.

      Atenciosamente,
      Marketing

  9. Qual é a distância entreforros ? Porque soube que precisa de mais espaço o VRF.
    Grata

    • Ing Marketing disse:

      Olá, Emmilia, agradecemos o contato! Qual seria o equipamento que deseja saber a distância, para que possamos te ajudar melhor?
      Em nosso site, na área de downloads há manuais para cada produto e nele é possível verificar a informação de acordo com o equipamento. Caso tenha outra dúvidas, estamos à disposição!
      https://www.daikin.com.br/profissionais/downloads

  10. […] presente nos aparelhos de ar-condicionado criada no Japão, na década de 80, pela empresa Daikin. A empresa patenteou a sigla VRV, que significa “Variable Refrigerant Volume”, então os […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *