Tratando de uma residência, ou mesmo de um ponto de venda ou outra empresa, sempre temos muitas preocupações quanto às contas que chegam todo fim de mês. A conta de luz, correspondente ao consumo elétrico do período, é uma das mais temidas justamente por ser alvo de campanhas para economia e frequentes taxações. Dentro disso, cabe a cada um se organizar e também se conscientizar sobre formas de economizar energia dentro do possível. 

Muitos maquinários e aparelhos são indispensáveis, o que já deixa essa tarifa mais pesada. Isso leva muitas pessoas a procurarem por um ar-condicionado econômico, sabendo que esse pode ser um dos grandes consumidores da energia elétrica. Felizmente, os aparelhos mais novos realmente são projetados para ter um consumo mais inteligente. Com uma instalação correta, então, esse benefício se potencializa. 

Continue lendo para conhecer as características de um ar-condicionado econômico em que você deve se atentar ao procurar por esse aparelho, essencial para o conforto térmico e a saúde dos ocupantes. 

Qual é o ar-condicionado mais econômico? 

Existem características que fazem um aparelho ser mais econômico comparado a outros, como os aparelhos mais antigos. Atenção também para o ponto de que seu ar-condicionado possuir uma instalação antiga, pode estar colocando sua segurança em risco pela instalação inadequada de fiação e do disjuntor próprio e exclusivo para o aparelho.  

Pontos que garantem a economia: 

  • Etiquetagem Inmetro 

A ENCE (Etiqueta Nacional de Conservação de Energia) do Inmetro classifica além de diversos eletrodomésticos, também os condicionadores de ar. Recentemente o regulamento de classificação de condicionadores de ar foi alterado. Agora, a etiqueta indica, em uma escala de A (melhor) até F, qual é a eficiência energética do aparelho. O ar-condicionado mais econômico deve ser etiquetado com a indicação de nível A, correspondendo a um aparelho com melhor eficiência e menor consumo.  

Todos os aparelhos da Daikin já possuem classificação “A” no novo critério do Inmetro. Para encontrar o produto mais econômico, procure pela nova etiqueta e o maior IDRS (Índice de Desempenho de Refrigeração Sazonal). 

  • Tecnologia inverter 

Um ar-condicionado é formado por diversos componentes, e um dos mais essenciais é o compressor. A tecnologia inverter controla a velocidade do compressor para ficar mais estável, controlando a capacidade de acordo com a necessidade e assim reduzindo o consumo, ao contrário dos aparelhos em que este componente é acionado e desligado constantemente, oscilação que desgasta todos os sistemas. 

  • Funções Sleep Timer 

São comandos presentes no controle remoto do aparelho. Eles funcionam como uma programação para ligar e, principalmente, desligar o ar-condicionado em tempos específicos. Boa opção para pontos comerciais com horário específico de funcionamento. 

  • Dimensionamento correto 

Esta não é uma função ou sistema específico do aparelho, e sim um planejamento feito junto ao projeto de climatização para encontrar a potência necessária e específica para cada ambiente. O dimensionamento é feito pelo cálculo de Btu/h, o que exige o apoio de um profissional em climatização para interpretar melhor e chegar ao aparelho certo para a instalação. 

Sabendo as características de um ar-condicionado econômico, aproveite para saber quais são os novos critérios de eficiência energética do INMETRO, onde todos os condicionadores de ar da Daikin já possuem a classificação “A”.